Quartilho

Um marketplace para
antecipação de recebíveis

Criamos uma solução de Supply Chain Finance para grandes cadeias produtivas, onde em um único ambiente, reunimos Compradores, seus Fornecedores e Financiadores, transformando o processo de antecipação de recebíveis em algo ágil, 100% online, e com o menor custo do mercado.


Compradores
Fornecedores
Financiadores

Nós reunimos todos os interessados em um mesmo ambiente

Quartilho é um ambiente digital, seguro e altamente escalável de NEGOCIAÇÃO de pagamentos entre os COMPRADORES e seus FORNECEDORES, de forma integrada com os FINANCIADORES. Além de facilitar as transações, documenta, mantém todo o histórico dos acordos fechados e integra com qualquer sistema de ERP do mercado.

Criamos uma solução completa, simples e fácil

Em nossa plataforma, o Comprador cria o seu próprio Programa de Antecipação de recebíveis para a sua cadeia de fornecedores sem nenhum custo e ainda pode ser remunerado pelo financiador através de um rebate.

Plataforma financeira gratuita

Crie já o seu próprio Programa de Antecipação de Recebíveis, reunindo todos os seus fornecedores e potenciais financiadores em uma mesma plataforma, de forma integrada com seu ERP.

Conheça Nossa solução

Quartilho na mídia

Últimas Publicações

certificado digital

Economizar tempo se tornou indispensável no nosso dia-a-dia e isso não é diferente nas rotinas administrativas. Coisas como reconhecimento de firma na assinatura de contratos, tomam muito tempo com idas ao cartório. Por outro lado, existem soluções como o certificado digital, que possibilita realizar tudo isso inteiramente pela internet. Não é demais?

O que é um certificado digital?

É um documento digital emitido por uma Autoridade Certificadora – AC credenciada pelo  Instituto Nacional de Tecnologia da Informação. O ITI “… garante a autenticidade dos emissores e destinatários de documentos e dados que trafegam na internet, bem como assegura a privacidade e a inviolabilidade destes.”

O certificado digital pode ser emitido para pessoa jurídica (e-CNPJ) e física (e-CPF). No entanto, os principais interessados nessa tecnologia são as empresas, já que estas precisam do certificado digital para emitir NF-e (Nota Fiscal Eletrônica).

Existem três tipos de certificação digital:

  • Tipo A1: Certificado emitido por computador e armazenado em um navegador de internet;
  • Tipo A3: Certificado emitido e armazenado em um cartão inteligente ou token;
  • MobileID: Certificado emitido e armazenado em dispositivos móveis.

A principal vantagem do certificado digital é a economia de tempo, possibilitando por exemplo a emissão de notas fiscais, assinatura de documentos, transações bancárias, etc., através da internet.

Como emitir o certificado digital e onde fazer?

Para emitir um certificado digital é necessário seguir os seguintes passos:

  1. Escolher uma das Autoridades Certificadoras – AC credenciadas pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI;
  2. Solicitar no site da AC escolhida a emissão do seu certificado digital de pessoa física ou jurídica;
  3. Agendar um dia e horário para validação presencial na AC (algumas ACs fazem essa visita presencial no local, verifique essas informações com a mesma);
  4. Após feita a verificação de documentos  e confirmação da identidade o certificado ficará pronto;

É importante destacar a relevância de possuir um e-CPF e um e-CNPJ para realização de operações financeiras como a antecipação de recebíveis.

O conteúdo desse artigo tem por objetivo orientar aos usuários quanto a regularização e atualização dos processos de suas respectivas empresas. Isso  garantirá maior excelência em suas rotinas administrativas.

Conclusão

Por fim, levando em consideração o acesso a capital de giro facilitado, é de extrema importância possuir o certificado digital, tanto o e-CPF quanto o e-CNPJ, além de maior segurança das informações.

A Quartilho oferece uma plataforma 100% web para antecipação de recebíveis que integra todos os envolvidos na operação de antecipação (comprador, fornecedor e financiador) utilizando do conceito de Supply Chain Finance.

É necessário no entanto que os envolvidos se apropriem dos recursos tecnológicos apropriados, garantindo a eficácia e agilidade da operação.

The post A importância do e-CPF e do e-CNPJ nas rotinas administrativas appeared first on Blog da Quartilho.

Leia Mais

quartilho

Em 2013, após anos de acúmulo de experiências empreendedoras em tecnologia, inovação e finanças corporativas, os fundadores da Quartilho, Fernando Campos, Felipe Domingues e Manuela Soares começaram a estudar o mercado norte-americano de antecipação de recebíveis. Lá encontraram um mercado maduro e com produtos estruturados para operações de Supply Chain Finance, que até então eram muito pouco conhecidos no Brasil.

A Quartilho frente ao mercado tradicional

Após quase 1 ano de estudos, pesquisas, reuniões com grandes empresas e seus fornecedores,  os sócios vislumbraram a oportunidade de criar no Brasil a primeira solução de Supply Chain Finance. Focaram seus esforços inicialmente em uma solução para a antecipação de recebíveis em grandes cadeias produtivas. A Quartilho, uma startup de fintech teve início oficialmente em 2014, e o mercado no qual atua tem crescido exponencialmente desde então.

A antecipação de recebíveis é uma operação comum às empresas, mas a burocracia na prática tradicional das operações chamou a atenção do Fernando. Isso foi a deixa para inovar! Afinal, essas operações costumam ter juros bem menores, mesmo em bancos, do que outras modalidades de crédito. 

As operações tradicionais funcionam da seguinte forma:

  • O fornecedor solicita por telefone e/ou e-mail a antecipação de sua notas à receber ao comprador ou à uma instituição financeira;
  • A instituição financeira antecipa os valores ao fornecedor com uma taxa de desconto mediante o risco do comprador;
  • O comprador paga à instituição financeira no prazo limite original da nota.

Este formato apresentou falhas…

De acordo com Fernando Campos, CTO e co-fundador da startup:

“Criamos a Quartilho em 2014 para ajudar grandes cadeias produtivas a aumentar sua eficiência financeira e competitividade. Percebemos que custo e acesso a capital é um grande limitador para o desenvolvimento de PMEs, e que isto reflete de forma direta e negativa na performance das grandes cadeias.  Nossa solução tem o propósito de otimizar o fluxo financeiro em grandes cadeias produtivas, usando da inovação e da tecnologia para geração de valor entre os agentes da cadeia, auxiliando na estruturação dos programas de Supply Chain Finance.”

Diante dos problemas encontrados, a Quartilho oferece uma alternativa à antecipação de recebíveis usual e aos produtos tradicionais de crédito no mercado. Através de uma plataforma web concilia os diferentes interesses entre grandes empresas compradoras, sua cadeia de fornecedores e financiadores interessados em adquirir títulos destes fornecedores. E mais, com taxas de antecipação bem mais apropriadas à realidade da cadeia de suprimento.

Desse modo, todos os envolvidos são beneficiados:

  • Os fornecedores têm acesso a capital de giro mais barato e com maior agilidade;
  • Os compradores, se não quiserem usar o capital próprio para antecipar pagamentos aos seus fornecedores, podem usar o capital de instituições financeiras;
  • E os financiadores geram retorno financeiro sobre os títulos compatível com o risco assumido, reduzindo o custo operacional de captação dos títulos no mercado.

A inovação não para…

De acordo com Manuela Soares, co-fundadora e CEO da Quartilho:

“A inovação também norteia o nosso futuro. Estamos trabalhando para trazer o conceito do “Desconto Dinâmico” que já funciona com sucesso há vários anos nos EUA . Somos a primeira empresa a implementá-lo no Brasil. Além disso, estamos trabalhando também em inovações incrementais para a nossa solução, como o desenvolvimento de um aplicativo web para os fornecedores solicitarem a antecipação de forma ainda mais ágil.”

O cenário nacional

Há pelo menos 17 fintechs atuando no segmento de gestão financeira, de acordo com um levantamento feito neste ano pela ABFintechs – Associação Brasileira de Fintechs em parceria com a PwC. Isso inclui o mercado de antecipação de recebíveis. Essas iniciativas injetam inovação num mercado tradicionalmente gerido por grandes bancos.

Usualmente, em bancos por exemplo, as taxas para antecipação giram em torno de 3% ao mês, dependendo da operação e da análise de risco da empresa. Outras instituições financeiras como factorings, podem elevar o custo a 4, 15% (Veja o fator ANFAC atualizado). Em uma plataforma como a Quartilho esses valores operacionais ficariam entre 1% e 2% ao mês.

De acordo com Alexandre Fuchs, consultor jurídico do Sindicato das Sociedades de Fomento Mercantil Factoring (Sinfac-SP), em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, uma desvantagem comum aos bancos é a exigência de uma fidelização do cliente que, entre outras coisas, condiciona a oferta da operação de antecipação à adesão de outros serviços na mesma instituição.

O desenvolvimento das startups do setor financeiro, referente a antecipação e outras operações, é acompanhado de perto pela Febraban – Federação Brasileira de Bancos. A instituição ressalta que muitas dessas empresas precisam vincular-se legalmente a uma instituição financeira para conseguir prestar seus serviços.

A Febraban fez ainda a seguinte declaração:

“Os bancos desenvolvem estratégias próprias para lidar com esse elemento de inovação e já podem apresentar exemplos bem-sucedidos de associação com empresas capazes de aproveitar com grande eficiência as oportunidades trazidas pela tecnologia.”

Veja na íntegra em Gazeta do Povo. Compartilhe conosco o seu entendimento sobre o conteúdo.

The post Quartilho: uma solução de impacto! appeared first on Blog da Quartilho.

Leia Mais

Agenda BC+: inovação no mercado de recebíveis

O mês de agosto teve início com bons ventos para o mercado financeiro. O Banco Central autorizou na primeira semana desse mês o funcionamento de um sistema de registro de duplicatas. Esses documentos digitais serão usados como garantia pelas instituições financeiras.

CERC

A responsável pela operação do sistema é a CERC – Central de Recebíveis, criada por Fernando Fontes (ex-presidente do Banco Petra) e Marcelo Maziero (ex-diretor do Itaú BBA e da BM&FBovespa). De acordo com o jornal Valor Econômico:

“A registradora já tem 18 clientes, entre bancos, gestores e fintechs. Outra leva, com mais de 30 instituições, está em fase de adoção do sistema, processo que deve ganhar velocidade com a autorização concedida pelo BC.”

Objetivo

Essa iniciativa é parte da Agenda BC+ do Banco Central. O objetivo é ampliar a eficácia do sistema financeiro e o barateamento de crédito.

As empresas com pagamentos a receber, principalmente as de pequeno e médio porte, usam as duplicatas para antecipar esses recursos junto às instituições financeiras.

O registro desses papéis dificulta o uso de uma mesma duplicata para diferentes operações de crédito, o que reduz a possibilidade de fraudes.

“O potencial é grande porque a central dispensa as empresas da necessidade de registrar esses ativos em cartório – procedimento muitas vezes custoso e trabalhoso demais em se tratando de bens de giro rápido.” (Vide Valor Econômico)

Agenda BC+ e o ramo de fintechs

Outra inovação promovida pelo Banco Central como pauta da Agenda BC+ é o LIFT – Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas. O programa contemplou um grupo de 18 startups do ramo de inovações tecnológicas para o mercado financeiro, dentre as quais está a Quartilho.

O objetivo é revisar questões estruturais do Sistema Financeiro Nacional e do próprio Banco Central, gerando contributos para sociedade brasileira como um todo. Confira mais detalhes aqui.

Diga-nos o que achou desse conteúdo nos comentários abaixo.

The post Agenda BC+: inovação no mercado de recebíveis appeared first on Blog da Quartilho.

Leia Mais
Quartilho Ltda. Todos os direitos reservados.